Do original ao leitor: como os livros são feitos?

A grande maioria dos autores – e do público leigo em geral – desconhece as etapas de produção editorial que são necessárias para que um livro esteja impresso e pronto para ser distribuído para os leitores e para as livrarias.

De acordo com o perfil do autor e a partir das características do original, cada uma das etapas de produção podem ser mais ou menos minuciosas, para que haja uma adequação eficiente entre o texto apresentado pelo autor e as necessidades específicas tanto dos leitores, quanto das exigências do mercado.

Em princípio, todo o processo de edição inicia-se através da avaliação do original por um editor competente, que seja capaz de identificar as potencialidades da obra e o espaço que ela pode ocupar ou preencher para um público-alvo específico ou dentro de um nicho de mercado, bem como identificar também as eventuais lacunas, falhas ou incoerências que precisam ser corrigidas ou reavaliadas pelo autor, sempre com o objetivo de ter, como produto final, um livro com a melhor qualidade possível.

A grande complexidade do mundo dos livros e do mercado editorial decorre do fato de que não existem dois livros iguais. Cada obra publicada surge como um projeto único, que está intrinsecamente ligado ao autor, como também ao seu próprio conteúdo. Além disso, devemos também considerar que, apesar do autor ser o criador intelectual do conteúdo, muitos outros profissionais acabam participando e contribuindo com elementos secundários capazes de exercer influências no resultado final da publicação. Entre estas influências podemos citar, por exemplo, a de uma capa que represente da melhor forma possível o conteúdo, ao ponto de exercer atração aos leitores, ou mesmo a importância de um bom planejamento visual e projeto gráfico, capazes de proporcionar, através de elementos como tipologialegibilidade, a melhor experiência como prazer de leitura .

Desta forma, assim que um autor apresenta  a sua obra finalizada e entra em um acordo de publicação, a trajetória do original deve passar por todas as etapas de editoração, começando pela revisão do texto e posteriormente pelas fases de copidesque, revisão técnica (em publicações específicas), planejamento gráfico e criação de capa, diagramação, revisão de provas de impressão, até chegar ao produto final do livro pronto para ser distribuído e colocado nas livrarias ou ao alcance dos seus potenciais leitores.

No entanto, ao chegarmos nesse ponto, podemos considerar que estamos apenas na metade do caminho. Para que o sucesso seja realmente alcançado, não basta atingir este ponto e esperar que, a partir daqui, o livro tenha vida própria e se venda por si mesmo nas prateleiras das livrarias, pois a experiência e a observação nos ensinam que sem a divulgação e a promoção da obra, o ciclo esperado entre o autor e o leitor não se fecha, ou seja, mesmo tendo um produto final como um livro de boa qualidade, todo o trabalho minucioso e dedicado feito nas etapas anteriores pode ser perdido.

Este é um blog do Clube Brasileiro dos Escritores, criado especificamente para discutir todos os assuntos relacionados com a produção, divulgação e venda de livros, abrangendo todas as peculiaridades do mercado editorial e que tem como objetivo principal, orientar autores independentes e demais interessados em busca do sucesso na publicação de suas obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *